Resina Epóxi

Resina Epóxi – Laminados com Fibras Especiais (Carbono por exemplo) e/ou Fibra de Vidro; – Revestimento de Pisos Industriais; – Artesanato (Peças, Chaveiros, Bottons etc.); – Aplicação de Colas/Massas Pastosas – Informações Úteis: – Proporção de 100% de Resina Para 50% de Endurecedor em Massa/”Peso “Alta resistência química; – Alta resistência mecânica se utilizada com Fibras; Baixa contração.

Resina Cristal

Resina poliéster ortoftálica alta viscosidade, pré-acelerada, cristal. Usada na fabricação de pranchas de surf, botões, bijuterias, peças transparentes, vitrais, telhas, decoração, artesanato, orgonites, pranchas de surf e laminação em geral

Resina Ortoftálica (Orto/pet)

O polietileno tereftalato, ou poli tereftalato de etileno, conhecido como PET, é classificado quimicamente como um poliéster termoplástico.

São resinas comuns, pré-aceleradas utilizadas para fazer laminados como caixas d´águas, pias, banheiras, bugres etc. suportam temperaturas de até 65°C.

Resina Isoftálica

São resinas mais elaboradas, com resistência ao calor, superiores as de laminação, suportam até 85°C, não são pré-aceleradas, precisando para que entre em processo de cura adicionar acelerador. Usada para finalidades que devem reunir alta resistência química e mecânica resistem a intempérie (sol, chuva geralmente utilizados na fabricação de piscinas, barcos, gel coat etc.

Resina Éster-Vinílica

São resinas a base de epóxi, por isso tem boa resistência mecânica, com propriedades térmicas superiores e alta resistência a corrosão. Também excelente resistência química a uma ampla variedade de compostos químicos, ácidos, álcalis e compostos orgânicos. Aplicações: Tanques de estocagem, vasos de processo, tubulações e reparos de manutenção na indústria de papel e celulose e químicas em geral suportam temperaturas de até 110°C. Devem ser catalisadas com BPO (Butil Peróxido Orgânico) e Dma ou Acelerador de Cobalto, Catalizador Mek e Acel. De DMA, nas proporções já indicadas.

Resinas Isoftálicas C/ NPG (Nel Pettil Glicol)

São resinas com resistência superior ás sem NPG, não são aceleradas, suportam temperaturas de até 90°C, longos períodos a luz solar e deve ser catalisada com Mek e Cobalto.

Tem a função de acelerar a resina quando não está pré-acelerada, quando a temperatura ambiente está abaixo de 22°C ou quando se adiciona algum tipo de carga.

Ex: De utilização Resinas Éstervinílicas, Isoftálicas. Percentual aconselhável de usona resina de 0,6 a 1%.

Tem a mesma função que o Acelerador de Cobalto e o percentual de utilização são entre 0,3 a 0,6%.
É uma carga auto-extinguivel (não pega fogo), utilizado geralmente para fabricação de chaminés, torres. O percentual aconselhável para utilização é de 40% sobre cada quilo de resina.
É uma carga tixotrópica (não escorre na vertical), o percentual aconselhável para utilização é de 3% para cada quilo de resina.

Tem a função de fazer as resinas entrarem em processo de cura, ou seja, endurecer mediante a sua adição, o percentual aconselhável para utilização é de 1.5% para a quantidade de resina.

Nota: Não deve ser colocado em contato direto com nenhum tipo de acelerador, pois esta junção poderá ocasionar FOGO

Como todos os catalisadores têm a função de fazer secar as resinas, em especial as éster-vinílicas, tem a cor branca amarelada e é pastoso, o percentual aconselhável para utilização é de 1.5% para a quantidade de resina.

É uma carga utilizada para dar a cor branca a resina ou no preparo que se deseja essa cor, o percentual aconselhável para utilização é de 3% ou até atingir-se a cor esperada.
É uma tinta á base de resina, utilizada para pintura de molde, e também na peça acabada. Aconselha-se sua diluição apenas com monômero de estireno ou acetona no percentual de ate 3%.
Tem a função de formar uma película no molde para desmoldar a peça acabada. Tem a mesma finalidade que a cera podendo inclusive ser utilizados juntos. Devendo aplicar primeiro uma mão de cera, em seguida o álcool.
Utilizada para encerar o molde a fim de conseguir o desmolde da peça acabada.
Tem a exclusiva finalidade de diluir a resina, sendo que o percentual para utilização, não deverá ultrapassar 5% da quantidade de resina.
São resinas comuns, pré-aceleradas utilizadas para fazer laminados como caixas d´águas, pias, banheiras, bugres etc. suportam temperaturas de até 65°C.
São resinas mais elaboradas, com resistência ao calor, superiores as de laminação, suportam ate 85°C,não são pré-aceleradas, precisando para que entre em processo de cura adicionar acelerador. Resistem a intempérie (sol, chuva geralmente utilizados na fabricação de piscinas, barcos, gel coat etc.
São resinas á base de epóxi, por isso tem boa resistência mecânica, a ataques de produtos químicos, e suportam temperaturas de ate 110°C. Devem ser catalisadas com BPO (Butil Peróxido Orgânico ) e Dma ou Acelerador de Cobalto, Catalizador Mek e Acel. De DMA, nas proporções já indicadas.
São resinas com resistência superior ás sem NPG, não são aceleradas, suportam temperaturas de ate 90°C, longos períodos a luz solar e deve ser catalisada com Mek e Cobalto.
É uma carga utilizada para fabricar massa, geralmente para dar acabamento em peças. A proporção fica a critério do cliente e de acordo com os produtos que estão sendo utilizados.
É um produto adicionado á resina quando se deseja proteção contra os raios solares. O percentual aconselhável de utilização é de 3% para q quantidade de resina utilizada.

Tem a função de fazer uma barreira química (uma camada rica de resina), contra ataques de produtos químicos e corrosivos nas camadas de fibra, não permitindo que o laminado fure, causando vazamente.Os tipos de véus existentes no mercado são nacional e o importado denominado nexus.

É um produto em fibra de vidro, no formato de rolo, encontrado mais facilmente nas gramaturas de 300 e 450gr/mt². Pode ser utilizado sozinho no laminado ou junto com outras fibras, aplicando normalmente na 1º e na última camada.
É um tipo de fibra de vidro em forma de fio, tem aproximadamente 330gr/mt², podendo ser utilizado como a manta, sozinho ou com outras fibras para fabricação de peças.
É um tipo de fibra de vidro de reforço, devendo ser utilizado sempre com outras fibras nas partes intermediárias, resina>manta>tecido ou outras fibras, tem 600 ou 800gr/mt².
Tem a finalidade de dar cor á massa ou a resina, o percentual aconselhável para uso é de 3%, ou até atingir a cor desejada.